Caminhar Vacilante

nov 27 2015 Published by under Poemas

Caminhar Vacilante

***

Anda o senhor a caminhar

Lentamente no prosseguir

Um passo aqui outro acolá

Pisa vacilante um por vez

Medo tem em tropeçar

Falta-lhe forças já perdidas

Anos demais por emperrar

Bengala perna uma a mais

A voz já não sabe mais cantar

Pobre ser que definha e cai

No ritmo daqui para lá

Do peso das primaveras

Rosto todo a murchar

Aos pouco o fruto se esvai

Como o rio querendo cortar

Criança na memória presa

Espírito desejoso em voar

O restante tudo guardou

Mente pesada a falhar

O homem a sina busca

Como o passo que passou

Entrega-se ao calor

Do esquecimento basilar.

Comments are off for this post