Ser campeão é pouco para quem deseja glória

ago 10 2013 Published by under Crônica

A alegria da bela chegada não se compara aos obstáculos e as lutas vencidas no decorrer da longa e árdua jornada. O homem que se adentra na busca permanente da realização de um sonho inicia vacilante, com as dores das pedras e as pontadas dos espinhos que pela estrada se fere adquire experiência, torna-se forte, agiganta-se, em vez de passos começa a correr e logo a cavalgar, as pequenas picuinhas que eram verdadeiros dinossauros se diminuem ao ponto de uma pequena formiga possuir maior força. Alegra-se com as lutas diárias, essenciais para o aperfeiçoamento, chora quando se sente incapacitado, lágrimas de raiva, de vontade de vencer, jamais se satisfaz com a derrota. Ele reconhece que para alcançar o cume primeiro precisa enfrentar a raiz, por isso não se estaciona em reclamações, mas faz valer sua força e a sua determinação. As pessoas dizem: você não consegue. Ele não responde, ignora as ideias dos outros, suposições sem valor algum, passa por cima de tudo e mostra, porque palavras são ditas aos montes. Diante as batalhas se sente fraco, cambaleia, pensa na desistência, mas o sangue do guerreiro é grosso, corre quente e frenético pelas veias, o coração pulsa a todo vapor, derrota leões, transpõe montanhas, faz o impossível se tornar real, vence porque não se satisfaz com o fracasso. O horizonte é longo, pedregoso, desafiante, que assim seja sempre, quanto mais difícil maior a glória do vitorioso. Chegou inteiro, mutilado, esbagaçado, tanto faz o estado, melhor se desfazer por uma boa causa a perecer sentado sobre o falso conforto de uma vida improdutiva. Saber da sua debilidade, conhecer seu real propósito é tudo que precisa. Há muitos preparados que perdem para os que são vistos como verdadeiros fracos, por ter neste a vontade e a coragem, enquanto que naquele apenas a desgraça da ociosidade. O homem que não luta, que não quer, merece mesmo o esquecimento e o anonimato o faz invisível a Vida. Avancemos, soldados da vida. Não desanimemos aos pesados fardos do dia a dia, sorria frente aos grandes desafios, pois são ensinamentos valiosíssimos para a evolução. O monstro pode ter status de grande demônio ao primeiro momento, com um pouco de observação verá que o dito não condiz com a imaginação.

A vida é uma reta toda torta que se perde em voltas, uma reta, nós que a idealizamos de outra forma.

Comments are off for this post