Mudanças Climáticas

abr 30 2013 Published by under Crônica

O período de chuvas na região do Vale do Paramirim, principalmente nas cercanias do Município de Paramirim, sofreu mudanças ao longo dos anos. Cotam-se os mais velhos que nas décadas passadas, precisamente nos anos de 1940 a 1990 o período de chuvas por aqui acontecia entre os meses de novembro a fevereiro. O que foi visto nos últimos cinco anos foi uma mudança no clima da região, a chuva que vinha em novembro passou a aparecer no final de fevereiro e em março. O frio que era uma marca dos meses de junho e julho começou a vir nos meses de agosto e setembro, nos festejos de Santo Antônio de 2011 algumas noites fizeram muito calor. Segundo o noticiário televisivo o Efeito Estufa (o Aquecimento Global) vem causando mudanças por todas as partes do Planeta. Voltou a chover em Paramirim após um mês, das quatro da manhã do dia 11 de fevereiro até as oito horas do mesmo dia, não caiu uma grande precipitação, todavia fez reacender a esperança dos pecuaristas. Se as mudanças ocorridas nos últimos anos não acontecerem neste, teremos muitos problemas, grande serão as dificuldades a serem suportados. As aguadas do município estão com a capacidade bem abaixo do normal para esta época do ano. A Barragem Zabumbão está longe de atingir o seu volume máximo de água. O tempo agora exige de nós, seres humanos, uma postura diferente da assumida até então. Devemos cuidar melhor das nossas fontes hídricas. Em pleno Sertão temos um reservatório de água que pouco é explorado, a maioria do líquido se perde rio abaixo. Dizem por aí que é para suprir a região às margens do rio, mas se fosse por tubulações a quantidade de água seria bem menor e o seu aproveitamento maior. A agricultura do Brasil é hoje uma das mais modernas do mundo, enquanto que por aqui, parece que não fazemos parte do Brasil, ainda se usa as mesmas técnicas de cinquenta anos atrás, nos dias atuais, consideradas rudimentares, ultrapassadas. Municípios desejam ter o líquido do Zabumbão, o povo de Paramirim almeja a implantação de uma agricultura baseada no plantio de frutas (estilo o sistema do Município de Livramento). Até agora ouvimos muitos pedidos e muitas reclamações, mas os Órgãos competentes sequer se pronunciaram a respeito. Gostaríamos de saber se a água que temos daria para abastecer os Municípios que cobram pelo recurso e ao mesmo tempo tornar realidade o sonho do povo de Paramirim. São tantas perguntas a ser formuladas, o pior é que não sabemos a quem. A CODEVASF falou através de seus representantes em uma Audiência Pública realizada em Paramirim que seria feito um trabalho de revitalização do Rio Paramirim, até o exato momento nada fora feito. Se o problema é nosso, nós é que devemos correr atrás das soluções, se formos esperar por pessoas que sequer sabem da nossa existência, jamais teremos nossos anseios supridos.  Algo temos que fazer, mas o quê? Diz aí, vai, gostaríamos muito de saber.

Comments are off for this post