Consulta médica

consulta

- Não estou me sentindo bem. Uma agonia dos diabos. Queima tudo por dentro.

- Por que você não procure um médico?

- Um médico? Sei não. Será se ele descobre o que eu estou sentindo?

- Claro, pois é um médico. Se ele não descobrir, passe então a procurar os serviços especiais de um bom curador.

- Fale-me um bom médico aí. Quieta com curador!

- Dr. Fulano de tal.

- Vou lá agora mesmo. Sei onde ele trabalha.

O rapaz saiu, deixou o amigo sozinho.

- A doença sua todo mundo já conhece: cachaça – murmurou, enquanto o amigo descia vacilante pela rua.

O homem adentrou pelo consultório médico, sequer bateu a porta.

- Doutor, estou aqui para fazer uma consulta com o senhor.

- Sente-se, por favor.

- Pois não, doutor.

- O que o senhor está se sentindo mesmo?

- Como? Eu venho até aqui para descobrir a causa do que me aflige e o senhor vem me perguntar o que eu estou sentindo. Quem é o médico aqui é o senhor, e não eu. O senhor é que tem que saber a causa da minha agonia. O senhor não sabe é de nada. Perdi meu tempo vindo até aqui. Vou embora. Fique com Deus. Médico de meia tigela.

Uma pequena história que aconteceu na região do Vale do Paramirim baseada em fatos reais. Preservamos os nomes dos atores do ocorrido.

Comments are off for this post