Archive for: janeiro 10th, 2015

A ficção aos pouco está virando realidade

jan 10 2015 Published by under Crônica

Assistindo ao programa jornalístico da noite anterior, deparei-me com algumas imagens das tragédias terroristas pelo mundo. Os aviões atingindo as torres nos Estados Unidos, a guerra no Afeganistão, o terror na França… Por um momento parecia que eu estava assistindo a um filme hollywoodiano. A ficção aos poucos vai se tornando realidade. O mundo está ficando perigoso, mais do que já era.

Outros episódios, esses envolvendo o clima na Terra nos remetem aos filmes também. Secas, mortes de animais, falta de água, vendavais, terremotos… Os filmes que fizeram parte da minha infância parece se materializar. Naquele tempo sorriamos com os episódios, mas agora é coisa séria, não é baseado em fatos reais, são fatos reais ao vivo e a cores.

E os filmes sobre o espaço sideral, como eu os adorava, Star Wars era e é o máximo. Hoje já temos espaçonave pousando sobre cometa, pousando em Marte; conhecemos o Sol melhor do que os riscos da nossa mão, passamos a ver além da Via Láctea. Sabemos se um meteoro irá passar próximo a Terra, visualizamos meteoros caindo em Júpiter. Só nos falta agora sermos visitados por alienígenas, os ETs, tomara que fique para um futuro distante. Chega de tantos problemas…

Na medicina um médico nos exterior faz cirurgia a distância em um paciente no Brasil. Os robôs estão por todas as partes. Aparelhos os mais diversos para a descoberta e a prevenção das doenças. Grandes epidemias sendo bloqueadas pelos agentes de saúde, como nos antigos filmes.

As guerras ficaram sofisticadas. Aviões não são mais tripulados, misseis sabem o ponto certo para atingir, submarinos, bombas que podem varrer a vida no nosso Planeta. Carros velozes, tanques, armas as mais letais possíveis. Não é mais ficção, realidade viva.

A loucura humana só aumenta. Onde iremos parar? O homem após tantas gerações ainda ama a destruição. Evoluímos tecnologicamente, contudo nossos instintos pulsam forte e comandam o espírito. Somos crianças detentoras de brinquedos que sequer sabemos o real poder. A vida corre perigo. Um único ser mortal tem poder para exterminar o globo.

A ficção já não é mais brincadeira, os filmes já não agradam mais, pois viraram manchetes nos telejornais.

Comments are off for this post