Archive for: janeiro 4th, 2015

Perguntas de criança

jan 04 2015 Published by under Contos

filosofo

- Papai, meu coleguinha me perguntou o que eu gostaria de ser quando crescer.

- O que você respondeu a ele, filho?

- Disse que não sabia.

- É normal nesta fase da vida a criança não saber o que será quando crescer.

- Papai, quando o senhor cresceu o que você é?

- Como?

- Eu sou criança? Depois de criança, eu serei o quê?

- Primeiro você se ingressará em uma escola para estudar.

- E depois?

- Depois você irá fazer faculdade, formar-se-á para alguma área do conhecimento universal.

- E depois?

- Depois irá ingressar no mercado de trabalho, trabalhará e ganhará dinheiro. Com o dinheiro comprará casa, carro, qualquer coisa que quiser.

- E depois?

- Depois se casará, terá filhos…

- E depois?

- Depois ficará velhinho. Mas isso aí estar longe, meu filho, não carece se preocupar agora.

- E depois que eu estiver velhinho, o que serei, papai? Fale, não me esconda nada.

- Papai do Céu lhe levará para morar ao lado dele no paraíso.

- E depois?

- Não tem mais depois, é só isso, é o que sei.

- Era isso aí que eu deveria ter respondido ao meu coleguinha?

- Acho que sim, não sei ao certo.

- Papai, eu não quero crescer. É muito chato ser adulto. Parecem robôs, sempre o mesmo caminho, as mesmas babaquices, os mesmos vícios.

- Alguns escolhem a música, outros as letras, mas no fim é tudo a mesma coisa.

- No final irei morar ao lado do Papai do Céu. Quem é esse Papai do Céu? Quem é, papai, quem é o Papai do Céu? Diga-me, quero saber.

- É Deus.

- Deus! Quem é Deus?

- Deus? Boa pergunta. Quem, ou o que é Deus? Filho, eu não sei. Quando eu era pequeno, igual a você, indaguei a meu pai, contudo ele também não soube me dá uma resposta satisfatória. Deus é o Papai do Céu, é isso.

- Todas as pessoas crescem, mas no fundo não aprendem nada. Será se quando eu tiver a sua idade eu ainda não saberei quem é Deus?

- Meu Deus do Céu, esse menino tem espírito de filósofo.

- O que é filósofo?

- Deixe isso quieto, pelo menos por enquanto.

- Por que o senhor está nervoso?

- Nada não, filho. Depois a gente conversa mais. Essas perguntas me deixam tonto.

- Depois o senhor irá me explicar direitinho quem é este tal de filósofo. Gostei muito deste nome, filósofo. Se for algo bom, quem sabe eu não me torne um quando crescer.

- Tudo, menos isso, filho.

- Já não precisa nem me dizer do que se trata, é caso resolvido, serei um filósofo quando crescer. Tchau, papai. Vou responder a pergunta ao meu coleguinha. Agora já sei o que serei quando crescer.

- O que eu fiz?

- Vou ser um filosofo! Um filósofo! Quem sabe até lá eu descubra o que é ser filósofo. Pelo menos o nome é bonito. Filósofo. Estar resolvido, quando eu crescer eu serei um filósofo. Pelo menos um caminho eu já tenho a seguir, buscar o conhecimento, saber do que se trata o filósofo.

Comments are off for this post