Archive for: dezembro 31st, 2014

O tudo do nada

dez 31 2014 Published by under Crônica

vida

A vida nos vai mostrando um bordado intrincado, cheio de curvas, ladeiras, despenhadeiros… Cada novo despertar um emaranhado de fatos e acontecimentos nos chegam, tira-nos a paz, lança-nos no lamaçal das interrogações. O remador continua com o seu remo, não olha para trás, sequer para o lado, olhar fixo, atenção constante, a embarcação avança sobre vidas e esqueletos. Somos meros meteoros em rotas de colisão. Cada dia um, cada um com a sua especifica sina.

Ainda ontem um homem forte, corajoso, destemido. Colidiu com algo que desconhecemos, apenas vimos o seu verdadeiro poder. Fez do Hércules um punhado de nada. Aos poucos foi o comprimindo, aos poucos, sempre aos poucos, até o singelo e fatídico momento. O que era tudo se fez em nada.

Ainda hoje estava ao nosso lado, sorridente, falastrão, contador de piadas. Deu-nos até logo e seguiu seu itinerário dirigindo um automóvel. Pouco tempo depois, pouco mesmo, colidiu com outro meteoro. Que desgraça! Muito sangue, carros de pneus para o céu, gente, muita gente tentando entender, tentando salvar o que ainda respirava.

Os acontecimentos nos chegam tirando-nos a tranquilidade, o sabor do viver. Enquanto uns sorriem, outros choram de dor, choram de culpa, choram por tantas coisas. A vida é assim, amarga, doce, lenta, rápida, suave, pesada…

Comments are off for this post